Dixie Toga

Real Food
17 de julho de 2017
ng metalurgica
NG Metalúrgica
22 de abril de 2017
dixie toga

A Dixie Toga nasceu, em 1995, da fusão da Dixie Lalekla com a Toga, e desde então, fez diversas aquisições e fusões, entre elas, destacam-se a argentina American Plast, Impressora Paranaense e Itap Flexíveis. Em 2005, a Dixie Toga foi incorporada à norte-americana Bemis Co., uma das maiores empresas do setor no mundo. A contratação da ERA fez parte de um grande desafio corporativo do Grupo Dixie Toga no Brasil. As 10 (dez) plantas instaladas em pontos estratégicos do Brasi l e Argentina, 4.500 funcionários e faturamento líquido anual de US$ 600 milhões garantem a liderança no ramo de embalagens na América Latina. “Por se tratar de diferentes rotinas, gestões, contratações e políticas corporativas nós tínhamos dificuldades em obter a melhor performance em itens não produtivos, daí contratar a ERA foi considerada uma boa alternativa”, afirma Manoel Padula – Gerente Corporativo de Suprimentos e Novos Projetos do Grupo. “Além do mais, diante dos entraves operacionais vivenciados no dia-a-dia, havia quem duvidasse que a ERA conseguisse finalizar os projetos” complementa Irineu Trovarelli Jr. Supervisor de TI do grupo.

“Tivemos sérias dificuldades em montar o quadro da situação atual, pois as informações nem sempre eram padronizadas, ou disponíveis na profundidade necessária para nossa análises, o comprometimento da alta gestão do Grupo Dixie Toga neste aspecto foi fundamental”, afirma Fernando Macedo CEO da ERA no Brasil; “analisamos os gastos em telefonia móvel, telefonia fixa e empilhadeiras; as soluções a que chegamos não foram nada convencionais, mas aproveitar a sinergia e escala do grupo foram pontos-chave. O nível de exigência e qualidade tornaram nosso trabalho ainda mais desafiador” completa.

“O conhecimento da ERA quanto ao modus operandi do mercado e dos fornecedores em si nos deram segurança para tomar decisões críticas”, ressaltam Cirley Ribeiro da Silva e Cícero Luiz Filho da área de suprimentos e complementam: “as informações com o detalhamento que recebemos mensalmente da ERA são essenciais para a gestão do negócio, nós não conseguiríamos sozinhos”. “Na realidade, entender a operação no chão de fábrica foi preponderante para arquitetar a melhor solução”, são as conclusões de Eduardo Hess, consultor da ERA.

Economias comprovadas na casa de dois dígitos percentuais são credenciais dos resultados dos projetos da ERA. “Ressaltamos a ética e o profissionalismo no relacionamento com a equipe ERA” finaliza Manoel Padula.

Clique aqui para baixar o case