8 dicas para analisar a contratação de Segurança Patrimonial

Como gerenciar custos de Segurança Patrimonial?
Como gerenciar custos de Segurança Patrimonial?
7 de agosto de 2018
Saiba como prevenir e reduzir riscos para a sua empresa com Segurança Patrimonial
Segurança Patrimonial: Saiba como prevenir e reduzir riscos para a sua empresa
21 de agosto de 2018
8 dicas para analisar a contratação de Segurança Patrimonial

A Segurança Patrimonial é o conjunto de recursos, pessoas e tecnologias que visam proteger o patrimônio financeiro, humano e intelectual da empresa e permitir que ela alcance a sua melhor performance com tranquilidade entre seus colaboradores.

 

Mas, como escolher a melhor opção para a Segurança Patrimonial da sua empresa? Vamos falar de 8 dicas que podem ajudar nesta análise.

 

Escolher uma empresa com qualidade em seus processos e recursos, idônea e comprometida para a Segurança Patrimonial é uma tarefa que exige muita atenção com diversos detalhes. Desta forma, é possível formar uma parceria com quem dará as garantias de que você e seus colaboradores se sentirão protegidos em todos os momentos.

 

Alguns cuidados são fundamentais.

 

1) Equipamentos e tecnologias do fornecedor de Segurança Patrimonial

 

Um dos aspectos importantes no perfil de atendimento de uma empresa de Segurança Patrimonial é a qualidade dos equipamentos e das tecnologias usadas – veículos/ escolta, sistemas de comunicação, armamentos, sistemas de monitoramento e outros recursos – e a atualização de todo este conjunto.

 

Os fornecedores deste mercado estão em constante atualização, portanto é importante que você acompanhe essa evolução e mantenha-se atualizado às melhores práticas.

 

2) Reputação do fornecedor de Segurança Patrimonial

 

Uma boa imagem de uma empresa de Segurança Patrimonial, pela natureza do seu serviço, é um grande diferencial para a escolha dos seus serviços. Da mesma forma que reclamações podem abalar a confiança no trabalho dela.

 

Uma forma eficiente de conhecer esta reputação é conversar com as demais empresas da região sobre a relação delas com seus fornecedores, atuação em situações onde elas foram exigidas, a relação comercial, qualidade dos equipamentos, o que puder ajudar na formação de um conceito sobre cada empresa.

 

Outra forma bastante eficaz é através de sites especializados em orientação e defesa do consumidor, por exemplo, o Reclame Aqui, o Proteste e, em algumas situações, as próprias autoridades locais. Neles, podemos avaliar os tipos de reclamações, o percentual e o tempo médio de resolução.

 

3) Planos de Serviço e Treinamento do fornecedor de Segurança Patrimonial

 

Neste plano a empresa de Segurança Patrimonial registra todas as atividades ligadas à segurança, quantidade de vigilantes, forma de funcionamento de alarmes e outros itens.

 

Também neste documento devem constar itens fundamentais para a relação diária da empresa com seus colaboradores: relacionamento com o público, como é feito o controle de acesso, planos de contingência e outros itens.

 

Devemos conhecer também o Plano de Treinamento, para avaliar se os funcionários são periodicamente treinados e atualizados, sendo que todos os vigilantes devem ter treinamento em academias registradas na Polícia Federal e Carteira Nacional de Vigilante.

 

Plano de serviço e treinamento

 

4) Detalhes dos custos do fornecedor de Segurança Patrimonial

 

Este é um aspecto importante na sua análise: não só avaliar todos os itens oferecidos em termos de equipamentos, infraestrutura com TI, sistemas de comunicações, etc., mas também salários, encargos, benefícios e impostos referentes a esse segmento do mercado e que estejam de acordo com informações de entidades patronais.

 

5) Credenciais do fornecedor de Segurança Patrimonial

 

O documento comprobatório da legalidade dos fornecedores para exercer a prestação de serviços de Segurança Patrimonial é o Alvará de Autorização, expedido pela Polícia Federal e com validade de um ano.

 

A Polícia Federal mantém uma página em seu site para pesquisar se o fornecedor está cumprindo os requisitos legais.

 

6) Credenciais dos vigilantes do fornecedor de Segurança Patrimonial

 

Os vigilantes devem ser submetidos a processos específicos para exercer legalmente a profissão, como já mencionado no item 3:

 

  • Treinamentos em academias registradas na Polícia Federal;
  • Testes psicológicos e análise de documentos nestas academias;
  • Carteira Nacional de Vigilante, expedida pela Polícia Federal.

 

É importante exigir estas comprovações dos profissionais que trabalharão na sua empresa.

 

7) Certificações do fornecedor de Segurança Patrimonial

 

Para prosseguir na avaliação da idoneidade do fornecedor, é importante exigir as certificações listadas abaixo, dentre outras:

 

  • Certificado de Regularidade em Segurança (CRS) – emitido em alguns Estados;
  • Certidões Negativas de Débitos – CND;
  • Certificado de Regularidade do FGTS.

 

O CRS só é obtido por empresas que cumprem as leis trabalhistas e obrigações sindicais patronais. Existem também os Certificados ISO, que não são obrigatórios, mas diferenciam a empresa quanto ao cumprimento de rigorosos padrões de qualidade e treinamento.

 

Certificações

 

8) Histórico do fornecedor de Segurança Patrimonial

 

A experiência do fornecedor no mercado pode contribuir para geração de maior confiança na capacidade de gerir as demandas internas e conjunturais do cliente, sem que haja prejuízo na qualidade dos serviços prestados.

 

É aconselhável solicitar o atestado de capacidade técnica, além de buscar outros meios adquirir informações da empresa no mercado.

 

Depois de contratar um fornecedor de Segurança Patrimonial, monitore!

 

O mercado anda muito competitivo em todos os segmentos, e não é diferente em Segurança Patrimonial. Desta forma, ao mesmo tempo que monitoramos o trabalho do fornecedor atual, devemos continuar pesquisando o mercado, novas empresas que surgem e empresas que oferecem inovações que podem melhorar a qualidade do serviço.

 

A pesquisa constante pode ajudar a renegociar condições do contrato atual o que também ajuda na redução de custos, em última análise, considerar a mudança para outro fornecedor.

 

Neste artigo, podemos ver que aspectos que precisamos avaliar nas empresas de Segurança Patrimonial para fazer a melhor escolha possível.

Caso você precisa de uma avaliação do seu serviço de segurança partrimonial, agende uma reunião com nossos especialistas em Gestão de Custo para Empresa.

 

Fernando Macedo
Fernando Macedo
Engenheiro Metalurgista pela FAAP – Fundação Armando Alvares Penteado, com especialização em Marketing pela ESPM – Escola Superior de Propaganda e Marketing, e MBA Executivo Internacional pela FIA – Fundação Instituto de Administração