Segurança Patrimonial: Saiba como prevenir e reduzir riscos para a sua empresa

8 dicas para analisar a contratação de Segurança Patrimonial
8 dicas para analisar a contratação de Segurança Patrimonial
14 de agosto de 2018
A gestão de despesas na sua empresa é realmente eficiente? Vamos falar de ações que criam uma redução inteligente e sustentada
A gestão de despesas na sua empresa é realmente eficiente? Vamos falar de ações que criam uma redução inteligente e sustentada
28 de agosto de 2018
Saiba como prevenir e reduzir riscos para a sua empresa com Segurança Patrimonial

Em meio a tantas responsabilidades do dia a dia de empreendedor, existe uma que é fundamental para a preservação da qualidade da operação de uma empresa: a Segurança Patrimonial. Ela é o conjunto de recursos, pessoas e tecnologias que visam proteger o patrimônio financeiro, humano e intelectual da empresa. Ela pode prevenir e reduzir riscos. Vamos falar um pouco a respeito.

 

A Segurança Patrimonial é uma necessidade clara das empresas de todos os portes e segmentos, incluindo home office.

 

Vivemos tempos de insegurança tanto física, patrimonial como tecnológica, e os impactos no dia a dia de uma empresa podem ser:

 

  • Prejuízos financeiros (em alguns casos, maiores que o investimento em Segurança Patrimonial);
  • Redução ou paralisação de produção, com impactos nas vendas;
  • Redução ou interrupção de investimentos;
  • Queda na motivação e no desempenho de colaboradores.

 

A falta de Segurança Patrimonial estruturada, aliada a eventuais situações de risco, podem afetar de forma negativa a imagem da empresa, principalmente se for um problema recorrente.

 

Por este motivo, é fundamental avaliar os riscos e efeitos, externos e internos, para definir a contratação de uma Segurança Patrimonial especializada.

 

Avalie os tipos de patrimônio que você precisa proteger com Segurança Patrimonial

 

Podemos ter em uma empresa três tipos de patrimônio:

 

Patrimônio Financeiro

 

São os equipamentos de produção e administrativos, veículos, mobiliário, a construção predial e o estoque.

 

Patrimônio Humano

 

É a vida e a integridade física de todos os colaboradores.

 

Patrimônio Intelectual

 

São as informações e dados gerados pela empresa para a gestão do negócio.

 

Este é um patrimônio que tornou-se vital nas empresas. Porém, se não houver o cuidado necessário, ele fica vulnerável a ataques cibernéticos que visam roubar dados ou para atender a espionagem empresarial.

 

Aqui a Segurança Patrimonial deve agir através de programas e procedimentos de segurança digital.

 

prevenir riscos com segurança patrimonial

 

Plano de Segurança: a estruturação da Segurança Patrimonial da sua empresa

 

Desenvolver uma estratégia de Segurança Patrimonial exige um planejamento detalhado e abrangente, buscando a ação integrada de colaboradores e fornecedor de Segurança Patrimonial.

 

Por isso, é importante criar um Plano de Segurança que defina a forma de atuação e os recursos para cada setor, que envolva e gere o comprometimento de todos os colaboradores e gestores.

 

O ideal é que se faça uma ampla análise de mercado para conhecer propostas de diferentes empresas antes de fechar um contrato de Segurança Patrimonial, pois este é um mercado bastante competitivo.

 

Plano de Segurança: mapeamento de demandas e riscos

 

Nesta fase, a empresa de Segurança Patrimonial conhecerá em detalhes todo o funcionamento do cliente. De uma forma geral, são abordados:

  • Os setores, as atividades, horários de funcionamento, limitação de acessos;
  • Localização crítica de setores e fluxo de materiais;
  • Se o turno de produção é de 24 horas, como ele é controlado?
  • Se existem riscos potenciais no entorno da empresa;
  • Se há movimento de valores;
  • Qual é a política de recebimento e despacho de mercadorias;
  • Política de acesso à empresa e a determinados setores;
  • Política de proteção a áreas de armazenamento de dados.

 

É o momento de buscar todas as informações que ajudarão a definir o que o cliente precisará para ter uma Solução de Segurança Patrimonial que minimize seus riscos.

 

Plano de Segurança: definição de recursos e procedimentos

 

Aqui o cliente e a empresa analisarão cada um dos aspectos levantados no mapeamento e decidirão qual a melhor forma de proteger o negócio e com investimento adequado.

 

É nesta fase que serão dimensionadas as demandas e normas de:

 

  • Equipamentos – câmeras, circuitos, barreiras, sistema de monitoramento, controle eletrônico de acessos, sensores, etc.. O estudo minucioso das recomendações é importante para que a solução final esteja adequada ao negócio;
  • Pessoal – quantidade e localização de vigilantes, forma de abordagem com colaboradores e visitantes, normas de comportamento, regras de revista, controle e tipos de acessos (senha, biometria), identificação visual (crachás), entre outras particularidades.

 

Plano de Segurança: implementação e envolvimento dos colaboradores

 

Esta é uma etapa bastante sensível dentro do plano, pois envolve mudanças de rotina dos colaboradores.

 

A transição exige um trabalho de conscientização de todos quanto à importância para a segurança dos negócios e da própria integridade física, principalmente porque as medidas são implementadas aos poucos para não impactar nas atividades da empresa.

 

É uma mudança de cultura, existe uma “empresa residente” dentro da sua e a comunicação transparente e objetiva com seus funcionários será fundamental para evitar ruídos nos primeiros momentos.

 

Também é importante que o fornecedor de Segurança atue de forma a mitigar problemas, o que é comum nas empresas com experiência no mercado, acostumadas com o impacto de normas de segurança.

 

Empresa de Segurança Patrimonial – como escolher para a sua empresa

 

Como todo fornecedor, alguns cuidados são necessários para a escolha das empresas que farão propostas de Segurança Patrimonial:

 

  • Conversar com empresas da região a respeito do trabalho delas;
  • Pesquisar a reputação em sites como o Reclame Aqui e o Proteste;
  • Verificar a regularidade jurídica – certidões negativas em geral e situação cadastral;
  • Pesquisar em grupos de redes sociais específicos de Segurança Patrimonial.

 

Além destes, as empresas de Segurança Patrimonial devem cumprir exigências específicas do setor para operar. Devemos exigi-las no momento de iniciar os contatos.

 

  • Certificado de Regularidade em Segurança (CRS) – emitida em alguns Estados.
  • Todos os vigilantes devem ter treinamento em academias registradas na Polícia Federal e Carteira Nacional de Vigilante.

 

Neste artigo, você encontra mais recomendações para escolher a sua empresa de Segurança Patrimonial.

 

Neste artigo, podemos ver que aspectos que precisamos avaliar nas empresas de Segurança Patrimonial para fazer a melhor escolha possível.

 

A Expense Reduction Analysts – ERA, uma consultoria mundial especializada em Gestão de Custos, possui uma Metodologia de eficiência reconhecida e Profissionais qualificados e com experiência no assunto.

 

Quer conhecer mais?

 

Marque uma reunião sem compromisso com um especialista e promova uma transformação em sua empresa.

 

Fernando Macedo
Fernando Macedo
Engenheiro Metalurgista pela FAAP – Fundação Armando Alvares Penteado, com especialização em Marketing pela ESPM – Escola Superior de Propaganda e Marketing, e MBA Executivo Internacional pela FIA – Fundação Instituto de Administração